8 setembro 2022

Matar ou Morrer, Vol. 1

Por Fora do Plástico

De Ed Brubaker e Sean Phillips
128 páginas
Mino | 2021
Tradução: Dandara Palankof

Uma experiência e tanto! O primeiro volume de Matar ou Morrer mostra onde uma pessoa mentalmente instável e sem qualquer perspectiva de vida pode chegar. Ed Brubaker e Sean Phillips criam uma trama envolvente de crime e terror que, ao primeiro olhar, pode não ser das mais criativas. No entanto, a forma como o roteiro é exposto e a estrutura narrativa tornam esta HQ uma obra diferenciada.

Seguimos a história de Dylan, um homem de 28 anos, infeliz com a vida que tem levado. Depois de uma tentativa fracassada de tirar a própria vida, um demônio aparece e o avisa que salvou sua vida. Diante desta “segunda chance” que lhe foi concedida, como forma de “pagamento” a essa entidade sobrenatural, ele é orientado a matar uma pessoa por mês. Uma vida que merece morrer. Caso não faça isso, é ele quem será morto.

Brubaker tem um texto afiado que fisga o leitor rapidamente. Os diálogos, a quebra da quarta parede, o ritmo, toda estrutura narrativa é muito bem feita. Porém, o autor se destaca mesmo é na construção do personagem. Quanto mais a história avança, menos Dylan mostra decência, e mais obcecado pelo crime fica. O protagonista vai desenvolvendo uma personalidade fria e doentia, sem contar que continua com seus transtornos mentais, o que nos faz questionar o que, de fato, é real.

Assim, temos um vigilante pelas ruas de Nova York que só mata “vilões”. Um personagem interessante, com uma personalidade densa, que nos faz questionar a todo instante as questões morais daquilo tudo. Além disso, a arte de Sean Phillips é perfeita para o clima obscuro da HQ, com um ótimo uso das sombras.

Ao final, além das discussões sobre o certo e o errado, fica no ar perguntas sobre as motivações do protagonista. Será que o demônio realmente existe? Ou Dylan estava tão perturbado que está usando essa figura enigmática para justificar seus atos? Uma coisa é certa, temos aqui um jovem assustado, causando sofrimento a todos ao seu redor, eles merecendo ou não.

Não perca nada

Siga nossas redes

Carrinho atualizado