11 setembro 2022

Yellow Cab

Por Fora do Plástico

De Christophe Chabouté (Adaptando o livro de Benoît Cohen)
172 páginas
Pipoca & Nanquim | 2021
Tradução: Rafael Meire

Lançamento da editora Pipoca & Nanquim, Yellow Cab, de Christophe Chabouté, é um verdadeiro passeio a Nova York, mas de uma maneira diferente. A adaptação do livro de Benoît Cohen feita pelo quadrinista traz a experiência do diretor e escritor de roteiros para cinema dirigindo um táxi pelas ruas da metrópole americana. A cidade e seus moradores dividem o protagonismo com Cohen, embora a trama não se aprofunde em detalhes.

Em meio a uma crise criativa, Cohen repentinamente decide que se tornar taxista seria uma boa forma de colher inspiração. A burocracia para conseguir a licença para atuar na profissão, principalmente sendo um estrangeiro (Cohen é francês), marca a obra. Embora essa passagem possa parecer um pouco cansativa aos olhos de alguns leitores, é por meio dela que nos damos conta de que todo aquele processo lento e tedioso é crucial na vida de muitas pessoas. Pessoas que, ao contrário do protagonista, de fato, dependem da aprovação da licença para sobreviver.

A partir do momento em que Cohen começa a circular profissionalmente, passamos a um novo momento da trama em que somos apresentados a centenas de passageiros. Diálogos entrecortados, olhares, gestos, Chabouté capta esses detalhes do cotidiano e torna tudo isso algo muito bonito de se ver. Sem dúvidas, a narrativa gráfica do francês é impressionante.

Apesar de não ser uma das grandes obras do quadrinista, Yellow Cab é uma leitura suave, que não impacta tanto, mas diverte. Ela sugere até debates sociais e existenciais que não são necessariamente abordados pela obra, que se mantém como um diário de bordo. Uma obra que vale a pena principalmente pelo lindo trabalho gráfico do quadrinista, que nos encanta sempre com seus desenhos.

Não perca nada

Siga nossas redes

Carrinho atualizado