4 setembro 2022

Solo

Por Fora do Plástico

De Dan Borges
96 páginas
Universo Guará | 2022

Solo mescla conceitos que parecem religiosos e mistério, em uma trama literalmente pós-apocalíptica. Com uma premissa que está no título, a HQ de Dan Borges, lançada pela Universo Guará, segue um rumo diferente do que estávamos esperando, o que nos deixou por um momento empolgados. No entanto, para um quadrinho que convida o leitor a refletir, com muito mais perguntas do que respostas, Solo tem um desenvolvimento com motivações pouco definidas.

Acompanhamos um sobrevivente, aparentemente o único, em uma Terra destruída pela batalha entre anjos e demônios. Enquanto perambula por uma cidade em ruínas, o protagonista é uma ponte para a abordagem melancólica proposta pelo autor. Ora contemplativa, ora misteriosa. Estávamos curiosos para desvendar os mistérios por trás do andarilho e da situação em que ele se encontrava. Porém, com a evolução da trama, Solo perde seu ímpeto. Seja pela ingenuidade das decisões dos personagens, seja pela indecisão do caminho que a obra irá percorrer.

A arte é, sem dúvidas, o ponto alto do quadrinho. Dan Borges usa todo seu talento como desenhista para entregar desenhos ricos em detalhes, com uma ambientação bem produzida, assim como a caracterização dos personagens. As cores esmaecidas contribuem para o clima pós-apocalítico da HQ e reforçam a sensação de melancolia que a obra busca transmitir.

Outro ponto bem trabalhado é o ritmo, o quadrinho tem a narrativa constantemente impulsionada adiante. Não há enrolação, a leitura é fluida e rápida.

É difícil saber exatamente como tudo se desenrola em Solo. Uma imprevisibilidade que poderia ter sido positiva, mas que na nossa opinião desencadeou um desfecho abrupto e, apesar da ótima arte, aquém do início da HQ.

Não perca nada

Siga nossas redes

Carrinho atualizado