3 maio 2023

Monstros

Por Fora do Plástico

De Barry Windsor-Smith
368 páginas
Todavia | 2022
Tradução: Érico Assis

Publicado pela Todavia, Monstros chegou trazendo expectativas: Barry Windsor-Smith dedicou 35 anos na produção do quadrinho. Soma-se a isso o fato de a HQ ter sido pensada originalmente como uma história do Hulk, que não foi adiante. O escopo inicial e os longos anos de gestação dessa trama são nítidos, à medida que ela ganha fôlego e nos mostra a proposta ambiciosa do autor. Expectativas geradas, expectativas supridas.

1964, Bobby Bailey é recrutado pelo sargento Elias McFarland, como parte do projeto Prometheus. Com um passado marcado por trauma e abuso familiar, o vulnerável Bobby imagina que essa é a ponte para uma nova vida. Porém, seu destino é ser transformado em um super-soldado disforme, por meio de um experimento do Exército dos EUA. Em uma ponte direta com Frankenstein, Monstros questiona o que é, de fato, a monstruosidade.

Não é uma questão inovadora, mas, mesmo assim, a execução de Windsor-Smith é fantástica. Isso porque, no fim das contas, a HQ não é exatamente sobre Bobby Bailey, é sobre o mundo cruel que o cercou desde cedo. Sobre os cursos de sua vida, de sua mãe, de seu pai abusivo e até a do sargento McFarland.

Caminhando entre diferentes momentos no tempo, o quadrinista nos leva à infância de Bobby, trazendo todo o protagonismo para sua mãe, Janet. Nesse vai-e-vem entre tempos e núcleos de personagens, conhecemos os fatores que somados deram origem ao presente triste de Bobbly Bailey. É uma trama densa, com muitos balões, mas que soa curiosamente fluida, pela maneira como Windsor-Smith distribui esses balões e trabalha o fluxo de leitura nas páginas.

A arte está intrinsecamente ligada ao resultado final da obra. Monstros só possui o peso que tem por conta do zelo com as ilustrações e com a narrativa gráfica. Assim como o texto está bem amarrado (mesmo que com conveniências, ao final), a arte realista e expressiva é o que guia as muitas relações e sequências de acontecimentos.

Intenso, dramático, trágico, Monstros transpira a dedicação daqueles 35 anos. Essa é uma trama feita de personagens realistas, que nos deixa inertes enquanto lemos, para nos deixar inquietos, enquanto pensamos no que passou diante de nós.

Não perca nada

Siga nossas redes

Carrinho atualizado