14 setembro 2022

Imperdoável, Vol.5

Por Fora do Plástico

De Mark Waid, Peter Krause, Eduardo Barreto e Marcio Takara
216 páginas
Devir | 2021
Tradução: Marquito Maia 

A conclusão de Imperdoável é melhor do que imaginávamos, mas bem aquém do que poderia ser. Já dissemos aqui que a série de Mark Waid começou com tudo, trazendo uma roupagem de super-heróis bem diferente do comum. O início fascinante fez com que criássemos muitas expectativas, mas, com o passar das edições, a história foi enfraquecendo sua narrativa por se esticar demais e também por trazer foco exagerado nos sub-enredos.

O último volume conta com o crossover com Max Destrutor, protagonista do spin-off Incorruptível. Os capítulos envolvendo o confronto entre Max e Plutoniano são bons, com uma história bem contada. No entanto, a atmosfera de terror e desesperança, que tanto nos envolveu no início da série, já há algum tempo não está mais ali. Waid perdeu o rumo, tornando Imperdoável uma série cansativa e confusa, em muitos momentos. É notável como ele encheu a trama de reviravoltas para estender o enredo. E mais, o Plutoniano virou um personagem tão poderoso, mas tão poderoso, que perdeu a graça.

Publicado pela Devir, Imperdoável durou, talvez, o dobro que deveria, mas não podemos negar que seu conceito é incrível e, apesar da série no geral ter sido frustrante pra gente, pela expectativa que criamos, ela não deixou de nos render bons momentos.

Não perca nada

Siga nossas redes

Carrinho atualizado