13 setembro 2022

Green River Killer

Por Fora do Plástico

De Jeff Jensen e Jonathan Case
248 páginas
DarkSide Books | 2021
Tradução: Érico Assis

Green River Killer, de Jeff Jensen e Jonathan Case, conta a história de um dos maiores serial killers dos Estados Unidos. Gary Ridgway assassinou várias mulheres a partir dos anos 80 e, neste quadrinho, sob a ótica de Tom Jensen, detetive responsável por investigar os crimes do assassino, acompanhamos o avanço da investigação até a captura do criminoso e seus reflexos na vida do detetive. O detalhe interessante é que o Jensen que assina a obra é filho do investigador responsável pelo caso.

A HQ envolve o leitor principalmente na parte dedicada à investigação. Inclusive, quem não conhece a história do assassino chega duvidar do suspeito ao longo da leitura, pelo fato de Gary dar informações muito imprecisas. Outro ponto interessante é como o autor explora bem o desgaste emocional de seu pai e como a obsessão dele pela investigação afetou sua família. Esse desgaste fica ainda mais evidente quando o detetive percebe que o réu não demonstra qualquer tipo de interesse pelas vítimas a ponto de nem lembrar como elas eram, seus nomes, enfim. Sobre a montagem da narrativa, a trama vai e volta no tempo e isso pode confundir o leitor em certos momentos, pela forma de como os acontecimentos são narrados.

Ao mesmo tempo que Green River Killer é uma história de investigação, também é uma história de pai e filho. E esse tom de homenagem ao legado do pai nos trouxe uma sensação de que a obra não explora traços distintos da vida de Jensen. O investigador é retratado como uma pessoa “boa” demais. Isso não chega a atrapalhar a HQ, mas há, sem dúvidas, uma unilateralidade ali.

O traço de Jonathan Case é todo em preto e branco e com um contraste pontual. A arte como um todo não nos chamou tanta atenção, mas também não compromete o quadrinho.

Green River Killer é uma obra simples, mas intrigante, que nos leva a conhecer sobre a investigação de um dos maiores assassinos dos Estados Unidos. O final é muito bom e vale a pena entender o caso pela perspectiva do detetive e, principalmente, como isso afetou sua família.

Não perca nada

Siga nossas redes

Carrinho atualizado