14 setembro 2022

Demolidor: Amarelo

Por Fora do Plástico

De Tim Sale, Jeph Loeb e Matt Hollingsworth
168 páginas
Panini Comics | 2019
Tradução: Fernando Lopes e Marcelo Soares

Assim como Tim Sale e Jeph Loeb fizeram em Homem-Aranha: Azul, Demolidor: Amarelo segue a mesma fórmula. Uma história bem sentimental, que reconta a origem do personagem, passando por pontos fundamentais na história de Matt Murdock, como a morte de seu pai, sua relação com Karen Page e, claro, seu início como super-herói.

A estrutura narrativa vista no álbum do Homem-Aranha é reprisada aqui. O quadrinho funciona como uma carta de amor, neste gibi, de Matt Murdock a Karen Page. Mesclando muito bem a ação com o romance, temos em seis capítulos uma viagem no tempo, na qual o herói reconta sua origem a sua falecida amada. Dito isso, o quadrinho pode ser uma boa porta de entrada ao universo do Demolidor. Uma vez que ele nos mostra, mesmo que de forma rápida e fragmentada, situações relevantes de sua jornada.

A arte de Sale é ótima e o jogo de cores de Matt Hollingsworth é apaixonante. Talvez, o visual seja o ponto forte do quadrinho. É muito bonito ver o contraste das cores nos cenários criados por Sale.

Longe de ter a mesma relevância das histórias que Frank Miller e Brian Michael Bendis fizeram, Demolidor: Amarelo é, sim, uma ótima HQ do personagem. Uma história competente, que mesmo não trazendo nada de novo é uma revisita honesta às origens do protagonista.

Não perca nada

Siga nossas redes

Carrinho atualizado