Publicado em

Revolta da Vacina

De André Diniz
176 páginas
DarkSide Books | 2021

Uma história tão atual que parece que foi escrita para os dias de hoje. Revolta da Vacina, de André Diniz, é uma obra envolvente, com ótimo ritmo, que conversa com o momento que estamos vivendo, mas que, acima de tudo, fala sobre ignorância, crise social e o elitismo da sociedade brasileira.

Como o próprio nome já diz, a HQ retrata uma revolta popular contra a vacinação obrigatória no início do século XX. Em 1904, o Brasil, ainda um República recente, passava por uma crise social e sanitária muito forte, principalmente, no Rio de Janeiro, até então a capital federal do país. Porém, esse só é o pano de fundo para a história que acompanha Zelito, um jovem cearense que chega ao Rio em busca do sonho de trabalhar como ilustrador de um jornal. No entanto, seu pai dá um prazo de seis meses para que o filho prove que pode ter um futuro nessa profissão.

Revolta da Vacina não é uma HQ de fácil digestão, ainda mais para se ler nos dias de hoje. Porém, é uma obra necessária para entendermos que o mal da ignorância e da desinformação, que afronta a ciência hoje, não é de agora. Além disso, é um quadrinho interessante para conhecer sobre o processo higienista de reurbanização do Rio de Janeiro. Sobre a arte, Diniz tem um estilo único. Uma técnica que lembra literatura de cordel.

Publicado pela Darkside Books, Revolta da Vacina saiu pela primeira vez em 2013, pela editora Desiderata, com o nome “Z de Zelito – História em Duas Revoltas”. Agora, em novo acabamento, a HQ ganha holofotes pelo contexto pandêmico atual. O que é mais do que merecido, visto que é um quadrinho cheio de nuances. Mais uma ótima obra de André Diniz.