Publicado em

Sobreviventes da Fronteira

De Fred Rubim
64 páginas
Hipotética | 2023

Em 16 de março de 1996, em Buenos Aires, os Ramones fizeram aquele que seria seu último show na América do Sul. Fred Rubim usa esse momento histórico como base para Sobreviventes da Fronteira, uma aventura irreverente protagonizada por um grupo de amigos gaúchos rumo à despedida da banda punk.

João Ramiro é muito fã dos Ramones e ao lado de seu amigo Matias, o cabeça dos planos, consegue convencer Magrão, o único habilitado do grupo, a levá-los através da fronteira, para ver seus ídolos. É claro que Magrão também tem seus próprios interesses, já que essa é uma oportunidade de impressionar Albertina, uma argentina que aproveita a carona do grupo para o show na capital. Mas a equipe de viajantes não está completa, o carro ainda carrega a ovelha Judy, contrabandeada.

Fred Rubim coloca o humor acima de qualquer possibilidade de apego ao realismo. Para essa história funcionar, precisamos embarcar mesmo nessa viagem cheia de elementos regionais do oeste do Rio Grande do Sul, referências nostálgicas dos anos 90 e, claro, homenagens aos Ramones. A mistura é divertida, mesmo que Sobreviventes da Fronteira exagere nas reviravoltas para um quadrinho curto.

A arte é, sem dúvidas, um destaque. O traço cartunesco funciona muito bem com a proposta pouco realista de alguns trechos da trama e o design de personagens também é ótimo.

Primeiro quadrinho em que Fred Rubim assina integralmente roteiro e arte, Sobreviventes da Fronteira acaba de ser publicado pela editora Hipotética. Uma leitura descompromissada, daquelas em que a diversão impera, o quadrinho dribla os pequenos problemas de ritmo com o carisma do grupo de personagens. Dá mesmo vontade de viajar ao lado deles.