Publicado em

Primavera de 68

De Gianfranco Manfredi, Luca Casalanguida e Pedro Mauro
276 páginas
Editora 85 | 2022
Tradução: Julio Schneider

Seis jovens universitários, que participam ativamente de manifestações estudantis em Milão, no final da década de 1960, se tornam amigos pela vontade de mudar o mundo, mesmo muito diferentes um do outro. Gianfranco Manfredi nos convida a acompanhar a vida desses seis personagens entre várias décadas, a partir de saltos temporais.

Publicado pela Editora 85, Primavera de 68 é uma série da Sergio Bonelli Editore que utiliza de eventos históricos e um contexto político e social real, como cenário para as aventuras de seus personagens. A cada episódio – nesta edição temos quatro – vamos conhecer um pouco mais sobre o grupo de protagonistas. Apesar da passagem do tempo, esses amigos seguem unidos pelo laço de que se iniciou na primeira história, em 1968, que mostra como tudo começou.

Depois desse primeiro capítulo, a obra salta vinte anos, em um episódio que não só mostra o amadurecimento dos personagens, sua nova visão do mundo, mas também as mudanças da sociedade como um todo. Já os dois episódios seguintes retornamos para 1968 para acompanhá-los nas férias de verão.

Manfredi é habilidoso em construir um enredo em que mistura realidade e ficção, com muita naturalidade. É importante reforçar que por mais que o protagonismo da série seja coletivo, naturalmente, em alguns episódios um personagem vai se destacar mais do que o outro.

O primeiro volume conta com ilustrações de Luca Casalanguida e do brasileiro Pedro Mauro. As artes são bem competentes, principalmente quando falamos da representação cuidadosa dos cenários, como os prédios em Milão.

Ainda em andamento na Itália, Primavera de 68 é uma HQ escrita de forma envolvente e realista, embasada em uma meticulosa pesquisa histórica do autor. Essa é a típica leitura que vai nos conquistando aos pouquinhos, até nos deixar curiosos para saber mais sobre o que acontece entre os saltos temporais e o contexto em que as próximas histórias serão desenvolvidas.