Publicado em

Pão Francês

De Aline Zouvi
56 páginas
Editora Incompleta | 2019

Singelo e inventivo, Pão Francês, de Aline Zouvi, é uma boa pedida para uma leitura rápida, mas muito cativante. Aqui, a quadrinista brasileira explora sua relação com a França, sua língua, cultura e hábitos. Em um formato que pode ser considerado uma mistura entre HQ e caderninho de viagens, Aline não se prende a regras para nos passar suas experiências.

Em suas temporadas na França, nos meses de dezembro, janeiro e julho, a artista descobre diversos aspectos da cultura do país e os explora de forma bastante direta. Neste ponto, sentimos falta de explicações um pouco mais alongadas sobre os pratos, lugares e costumes, talvez em um glossário, por exemplo. A pesquisa fica a cargo do leitor, que pode ir costurando os caminhos de Aline e Anne-Charlotte nas ruas de Estrasburgo e outros cantos de um dos países mais visitados do mundo.

A HQ tem um estilo bastante orgânico, afinal, aquele é exatamente o diário de Aline, com erros, rabiscos e “bagunças”. Tudo é apresentado para nós no traço bastante identitário da artista, com direito a ilustrações de página inteira em paisagens e referências a filmes, livros, quadrinhos e canções.

Mesmo que simples e com alguns pontos que poderiam ser um pouco mais detalhados no roteiro (como a especificação do intervalo entre as viagens da autora), Pão Francês é uma leitura gostosa, que nos deixou muito curiosos por um quadrinho mais longo de Aline Zouvi.