3 maio 2023

Novembro, Vol.1

Por Fora do Plástico

De Matt Fraction, Elsa Charretier e Matt Hollingsworth
80 páginas
RISCØ | 2022
Tradução: Érico Assis

O primeiro volume de Novembro deixa o leitor praticamente no escuro sobre os rumos da série. Com mais perguntas do que respostas, ficamos instigados a compreender as conexões entre os capítulos da HQ de Matt Fraction, Elsa Charretier e Matt Hollingsworth. Três mulheres, uma cidade perigosa prestes a viver momentos de caos, um homem misterioso: são esses os elementos que temos, mesmo que ainda seja cedo para dizer que os compreendemos.

Inicialmente conhecemos Dee, uma mulher com uma rotina autodestrutiva, que recebe uma proposta de trabalho suspeita, mas que a levaria a receber uma quantia de dinheiro jamais imaginada, todos os meses. No capítulo seguinte, observamos uma outra mulher que encontra um revólver na rua e decide chamar a polícia para recolher a arma. Por fim, nos deparamos com Kowalski, uma atendente do setor de emergências da polícia (o 911 norte-americano) que está emendando plantões e passa a notar um aumento vertiginoso no número de chamadas com múltiplas vítimas.

Elas parecem viver na mesma cidade decadente e impiedosa e é provável que compartilhem muito mais do que podemos notar inicialmente. Essa forma desconexa como a trama nos situa, deixando a cargo do leitor encontrar prováveis pontos de convergência entre os capítulos, é provocativa. Ao final, sabemos muito pouco, mas já é o suficiente para querer mais de Novembro. Há uma engenhosidade na narrativa gráfica que exige que estejamos atentos às mudanças de fisionomia dos personagens e das cores dos quadros.

Por sinal, as cores chapadas de Matt Hollingsworth são um dos destaques da HQ, ao lado da arte de Elsa Charretier. O domínio das sombras e o uso preciso do preto da desenhista estão intimamente entrelaçados com as paletas do colorista, que nitidamente funcionam como um marcador de espaço e tempo.

Publicado pela editora Risco, Novembro tem um início que pode decepcionar quem busca séries bem delineadas logo no começo. A situação aqui é oposta. Mesmo assim, o clima noir que paira nesta edição e a maneira de contar a história já denunciam o que pode se desenvolver nos três volumes seguintes.

Não perca nada

Siga nossas redes

Carrinho atualizado